TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

21
Mar 18

21 MARÇO.jpg

 

Na data de hoje comemora-se não só o Dia Mundial da Poesia mas, mais importante ainda, o Dia Mundial da Árvore. E digo mais importante, pois a crescente escassez de árvores é uma realidade cada vez mais presente. Fruto dessa desflorestação irracional, desse processo completo e permanente de destruição massiva, de abate intensivo e constante de árvores de floresta, de bosque, o que seja que provoca destruição de ecossistemas, alterações climáticas, perda de património genético, esta é uma realidade, na sua maior parte, da autoria do pior inimigo deste planeta, o próprio homem. O mesmo que não poderá sobreviver sem elas, pois convém lembrar que são essas mesmas árvores que diariamente desaparecem a um ritmo assustador, os pulmões deste nosso rochedo em que habitamos. E se de ar precisamos como de pão para a boca, já a poesia não é assim tão fundamental, pois dela não depende a nossa existência. Talvez uma outra, a cultural, e aí sim, ela reveste-se de toda uma dimensão que ninguém ousa discutir. Mas para que a possamos continuar a apreciar, convém que consigamos continuar a respirar. E crendo que sim, que ainda nos restarão uns anos de oxigénio, então durante esses que celebremos a diversidade do diálogo, a livre criação de ideias através das palavras, da criatividade e da inovação, aquilo que é, afinal, a poesia. Que atentemos na importância da reflexão sobre o poder da linguagem e do desenvolvimento das habilidades criativas de cada pessoa e do modo como cada qual contribui para a diversidade criativa através da sua perceção e compreensão do mundo. Sejamos poetas, sim, mas antes disso amantes cuidadosos deste nosso planeta, pois só assim poderemos continuar a usufruir, desfrutar, amar, desta forma inigualável da nossa linguagem.

publicado por migalhas às 14:00

21
Mar 17

Em Dia Mundial dedicado à Poesia, aqui deixo o que gostaria que fosse uma modesta contribuição, na presunção de que este punhado de palavras se possa apelidar de poema. Que poesia é vida, é olhar o mundo e o que nos rodeia à maneira de quem se atreve a dizê-lo como só através de um poema.

 

dias assim

 

por que nasceu este dia com manhã

se dela eu nem me apercebi?

por que avançou este dia na tarde

se ela por mim passou e nem me avisou?

por que se ergueu então este dia

e sorrateiramente avançou

de fio a pavio

costa a costa

da alvorada à noite fria

se de lés a lés me ignorou

que nem desconhecido

ou familiar esquecido?

 

© Copyright Migalhas (100NEXUS_2013)

publicado por migalhas às 20:00

Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

facebook
contador
NetworkedBlogs
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO