TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

15
Out 07

Escrevo hoje, mas remonta à passada sexta-feira aquilo que considero ter sido uma importante vitória das causas ambientais. Falo, como muitos já terão adivinhado, dos galardoados com o Nobel da Paz para 2007. Da paz? Sim, da paz. Da paz obviamente necessária, fundamental mesmo, para que se dê resposta eficaz às muitas e prementes preocupações, cada vez mais fundamentadas, sobre o estado actual do ambiente a nível global. Ao receber este prémio, juntamente com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (IPCC), Al Gore terá aberto um precedente no que diz respeito ao próprio termo paz. Com este feito, penso sinceramente que, de hoje em diante, paz e ambiente estarão definitivamente destinados a viver lado a lado, indissociáveis, como na realidade, e pela lógica, o são, efectivamente. Só que, de hoje em diante, reconhecidamente por todo o globo, não fosse haver agora um aval de peso que o justifique. O aval de uma instituição maior, com a devida e reconhecida credibilidade, capaz de se fazer escutar a vários níveis um pouco por todo o mundo. E isso, penso, virá fazer toda a diferença. O ambiente e as causas ambientais, mais do que o IPCC e Al Gore, é quem sai verdadeiramente vencedor da entrega destes prémios. Pois o tópico volta a ser referenciado, volta a estar na ordem do dia, nas bocas do mundo e, mais importante do que tudo isso, foi alvo de uma reflexão cuidada e atenta por parte de altos responsáveis, os mesmos que todos os anos seleccionam, elegem e, em último caso, entregam os mundialmente consagrados troféus. São pontos ganhos para esta nobre causa, são novos apelos que se prevêem, são mais e mais vozes que se juntam às que já se fazem ouvir. Penso mesmo que independentemente de se ter feito justiça nesta atribuição, do merecimento que muitos podem pôr em causa em relação ao nome de Al Gore, uma coisa foi um claro recado para o mundo: que existem pessoas nas mais altas esferas realmente preocupadas com as mudanças climáticas provocadas pelo Homem e que estão assim a contribuir de forma clara e inequívoca para uma adopção de medidas necessárias para a luta contra essas mesmas alterações. Se dúvidas houvesse, eles andam, de facto, por aí.

publicado por migalhas às 10:38

Janeiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Em paz com o ambiente

facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO