TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

10
Mar 06
a8e15797da4a80c0e31654005d.jpeg Esta sim, é a pior das coisas que nos pode acontecer. Depois da desmistificação da figura do cowboy rude e viril, por culpa do filme "Brokeback mountain", eis que uma nova investigação vem revelar que o Monstro de Loch Ness poderá não ter existido. Eu que acreditava piamente que um destes dias alguém viria a lume dizer precisamente o contrário, que o monstro é de facto uma lenda viva, um animal pré-histórico que se refugiara nas profundezas do lago e sobrevivera até hoje, ouço dizer que tudo poderia não passar de, imaginem, um elefante que estava a tomar banho no lago escocês. Que queiram matar a figura do monstro, deitar por terra uma lenda linda que alimentou a imaginação de milhões de pessoas em todo o mundo durante anos a fio, tudo bem. Agora que o queiram fazer desta forma ridícula, transformando o que parecia ser uma coisa enorme, uma monstruosidade, numa piada sem graça, isso é que eu não posso admitir. Um elefante a tomar banho no lago? É de longe a mais idiota das teorias atribuídas ao monstro de Loch Ness que me chegou aos ouvidos. Que vai ainda mais longe, dizendo que tudo seria fruto de uma "ideia publicitária" do dono de um circo, quando via um dos seus elefantes a banhar-se neste lago. Pobre "Nessie", o que querem fazer de ti. Virem agora dizer que sempre andaste de trombas. Baseado em testemunhas que afirmam ter visto uma criatura de cor cinzenta com um grande pescoço e uma curvatura, um tal de Neil Clark, o paleontólogo responsável por esta teoria, concluiu que tudo não passou de um equívoco. Que afinal a "Nessie" mais não era que um dos muitos elefantes de circos itinerantes que, a caminho de Inverness onde actuavam os circos a que pertenciam, faziam uma pausa no Lago Ness para descansarem e, consequentemente, se banharem nas calmas águas do lago. Como são grandes nadadores e durante esses banhos relaxantes apenas deixavam visíveis a tromba e dois altos - o primeiro dos quais correspondia na realidade à parte superior da cabeça -, pronto, está tudo explicado. Anos e anos de estudos, pesquisas, investigação, para acabar neste circo? Não me parece que seja assim tão fácil pôr cobro a esta lenda que, a meu ver, continua viva. E bem viva. Eu já tive a felicidade de estar nas margens do lago e digo que é indescritível a sensação que se apossou de mim só de pensar que poderia ser abençoado com o aparecimento da "Nessie" a qualquer momento. Só por isso, vale a pena perpetuar a sua imagem. Por muito que custe a todos esses cépticos que por aí andam e que tudo fazem e inventam para dar cabo destas pérolas do desconhecido que, como os sonhos, fazem parte integrante das nossas vidas.
publicado por migalhas às 18:16

Agora vou eu ficar de trombas...... q notícia mais triste.ana
</a>
(mailto:anacpereira@yahoo.com)
Anónimo a 11 de Março de 2006 às 22:21

Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
16
17
18

19
22
24
25

26
27
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

facebook