TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

29
Ago 07

A poderosa palavra esgota-se no tempo

Palavras, todas as palavras, leva-as o vento

Nada persiste, nada nos sobrevive

O rumo dos tempos é o único que nos assiste

Falsa gente aquela que insiste

Que é na palavra que a ordem persiste

Meros códigos gastos, dialectos em convulsão

Quando se quedam, findam-se por uma razão

E esse dia chegando, cansado até à exaustão

Reze-se aos deuses, apele-se por compaixão

Pois esse será o dia da genuína aflição

publicado por migalhas às 14:30

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO