TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

02
Fev 05
Então não é que, para grande espanto meu, uns quantos idiotas da nossa praça se deram ao trabalho de inventar uma suposta doença para quem se preocupa com uma alimentação saudável? É isso mesmo. Atenção pessoal que deixou de ser, ou nunca o foi, carnívoro. A partir de agora designai-vos de Ortorexicos, por via da Ortorexia de que sofrem e não desconfiavam sequer. A tal “doença” de quem pretende ser saudável ao evitar as toxinas, as hormonas e, consequentemente, todas as maleitas que lhes estão associadas, transmitidas pela carne, esse elemento por demais presente na alimentação diária de, quase, todos nós. Sim, porque a epidemia das vacas loucas, a gripe das galinhas, os problemas com os porcos e por aí fora, são exemplos que não interessam para nada. Que não têm qualquer influência na saúde pública ou quaisquer tipos de consequências de maior no futuro. Claro que sim. E nós somos todos uns atrasados mentais que aqui andamos. Mas quem é que estes “entendidos” pretendem enganar? Julgam que anda toda a gente a dormir? Que tenham de continuar a vender muita carne para evitar mais um descalabro económico, isso é uma coisa. Agora virem dizer que está tudo bem e que é normal comer carne - mesmo que infectada - para o bom desenvolvimento do organismo, vão gozar com outro. Já se questionaram porque é que cada vez mais cedo as raparigas são confrontadas com a menstruação? E porque é que cada vez mais cedo se desenvolvem, por exemplo, os pêlos púbicos nos rapazes e nas raparigas? E porque é que Portugal está em segundo lugar na Europa no que ao número de crianças obesas diz respeito? Não terá tudo isto a ver com a alimentação descuidada e pouco ou nada equilibrada que se leva hoje em dia. Excesso de McDonald's, de fritos, de açucares e a lista não tinha fim. E depois aqueles que se preocupam com a sua saúde através de uma alimentação cuidada é que sofrem de uma doença parva inventada do pé para a mão com o intuito único dos intimidar e, quem sabe, levá-los a recuar nos seus ideais. Quem sabe na tentativa de voltarem a consumir o que dá dinheiro e mata mais depressa. Quem sabe. Se é essa a ideia, vieram bater à porta errada. Quem se decide a mudar, ou nunca sequer pensou em consumir certos e determinados alimentos, está consciente do que faz e fá-lo com conhecimento de causa. Ou seja, sabendo como substitui-los por outros mais saudáveis e cujos resultados em termos nutricionais são os mesmos ou, eventualmente, até melhores. Por isso, parem lá de deitar areia para os olhos do pessoal, porque nem todos somos pategos. Se querem enfartar-se e matar-se à custa dessa carne cheia de químicos, que vos faça bom proveito. Permitam-me é que dispense a vossa companhia.
publicado por migalhas às 00:09

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Fevereiro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
26

27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO