TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

04
Mar 09

Que a vida são dois dias
ou dias nenhuns
pois quanto dos dias é vida ou apenas tempo que aqui permanecemos?
Especados, parados, à espera que aconteça
a aguardar que do cimo de uma qualquer árvore caia a maça que nos impulsione a fazer deste tempo de espera vida movida
vida a valer a pena ser vivida

publicado por migalhas às 11:02

02
Mar 09
a pronunciada curva de um sorriso que logo pela alvorada se forma
o presente perfeito deste indicativo que é amar
sentimento que não se conjuga, antes desconjunta
esquarteja corpos que sentem e na sua presença se embriagam
se entregam à sua vontade e desejo ardentes
quais marionetas desprovidas de outra vontade que não esta de se deixarem enlevar pelo seu doce som, doce sentir, doce estar, num estado que não se remete a fronteiras, obedece a leis, cumpre planos
quando chega a hora

(também doce, esta hora)

é o livro que é este coração que se deixa folhear
mostrando cada capítulo que já abraçou e abrindo caminho a quantos ainda por experimentar
e é nessa ânsia que se passa a escrever
nas suas páginas quantas histórias de uma vida que nunca o será por todo se não lhe sentir o mais profundo olhar
aquele que denuncia o estado em que me banho
calmas e mornas águas de uma nascente natural que vem de mim, que é de nós, que é vida a brotar com toda a vitalidade e vontade do que é por estrear
uma nova vida, a dela, a nossa, a de quantos vier a tocar
num presente perfeito deste indicativo que é amar
publicado por migalhas às 10:54

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
19
21

22
23
25
27
28

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO