TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

15
Dez 08

E não é que a minha Saroca brincou com a Maria e dançou com o menino Jesus?

Com conhecimentos destes, auguro-lhe um futuro promissor.

publicado por migalhas às 14:37

Quantos raios de sol e todos lá fora
Alegres, compondo danças quentes que perfazem de mão dada entre si
Tantos, a intrometerem-se na vida de quem passa, a fazerem festas, a imporem o seu ritmo quente num afago apertado
E eu cá de dentro a observá-los, atentamente nos seus jogos do gato e do rato
Matreiros, a saberem o que querem, eles sim, eu não
Olho-os com inveja, a de quem não possui a mesma liberdade que os coloca aqui e logo após onde bem entenderem
Movem-se por entre folhagens, por entre calçadas, por entre edifícios e tudo o que nos é mais familiar
Deixam a sua marca, tocam e fogem de seguida, por vezes permanecem por instantes
São raios de vida, são a luz que aqui dentro me falta e por isso admiro-os, fascinado
Quero ser como eles, raios de sol alados, que estão aqui e em todo o lado
Queria sonhar e como eles pelo mundo andar
Sem correntes, sem prisões, sem obrigações que sempre me obrigam a ficar
Eu um raio de sol
Eu quente, eu afável, eu a permitir-me tocar-te e a sentir-te quente, também a ti
E nós raios de sol
A deambular sem guilhotinas, apenas a beijar a face de cada espaço que nos receba, de braços abertos, a saudar a nossa chegada, de cada vez que anunciada, de cada vez  que materializada
Daqui de dentro parecem toda a felicidade que é justa, que deveria ser de lei, direito de cada um
Tudo num raio de luz que se perfez, perfaz, e nos alumia rumo a esta paz que só de olhá-los, só de admirá-los

Admiráveis

publicado por migalhas às 12:50

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
16
17
18
20

21
22
25
26
27

28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO