Terça-feira, 12 de Setembro de 2006

Um estudo agora concluído, vem confirmar o que eu há muito já desconfiava: de que lavar a louça à mão gasta muito mais água do que lavá-la na máquina. 10 Vezes mais, para ser mais correcto. Eu bem sabia que havia uma forte e válida razão para detestar lavar a louça. Uns investigadores alemães, responsáveis pelo estudo, concluíram ainda que a louça lavada na máquina fica mais limpa do que se for lavada à mão e que o electrodoméstico consome a mesma quantidade de água independentemente do número de peças que lava. Isto para além de que, ambientalmente, é mais correcto usar a máquina de lavar. Só para se ficar com uma ideia aproximada, sabe-se agora que lavar louça com a torneira meio aberta durante 15 minutos representa um consumo de, aproximadamente, cem litros de água, enquanto uma máquina de lavar com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres gasta apenas 40 litros ou, nalguns casos, até menos. Finalmente alguém que me dê razão quando me oponho frontalmente a meter as mãos ao barulho para eliminar as louças dos seus restos de comida. Para alguma coisa inventaram as máquinas. Se não foi para nosso conforto e descanso, então que seja para poupar os recursos hídricos do nosso país, do nosso mundo. Por que a água é cada vez mais um bem precioso que, por este andar, em breve será apenas de uma imensa minoria. Que se prevê sejam aqueles com capacidade monetária capaz de a adquirir então ao preço do ouro. Até lá, vamos a dar uso a uma das mais úteis invenções dos últimos tempos. Ela que trabalhe para nós e, ao mesmo tempo, para o bem do planeta em que (ainda) vivemos.



publicado por migalhas às 18:20
TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
15
16

17
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


facebook
contador
pesquisar neste blog
 
NetworkedBlogs
subscrever feeds