TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

18
Ago 05
Atenção à malta que anda sempre a piscar o olho às “gajas”! Sabiam que de cada vez que se pisca os olhos o cérebro perde informação do mundo exterior? Ah, pois é! Esta é a conclusão de um estudo, realizado por cientistas ingleses, que analisou, veja-se bem, o acto de pestanejar. Mas esta malta não tem mais nada que fazer? Adiante. Consta que no nosso organismo, o mecanismo de piscar os olhos, que dura entre 100 e 150 milésimos de segundo, tem a simples função de manter a sua superfície húmida. Como tal, em média, cada pessoa pisca os olhos 15 vezes por minuto. Com o objectivo de descobrir o que se passa no cérebro humano de cada vez que a luz deixa de entrar pela retina, uma equipa de cientistas do Instituto de Neurologia da University College, em Londres, desenvolveu um dispositivo baseado em fibra óptica. Os resultados do estudo, publicados no jornal científico Current Biology, referem que apesar de não se ter consciência das vezes que, por minuto, pestanejamos, existe uma parte do cérebro que é suprimida na altura da escuridão. Os investigadores procuraram descobrir porque razão as pessoas não notam que estão a piscar os olhos e o motivo da impressão de uma "visão ininterrupta do mundo". Para efectuar a experiência, os cientistas colocaram o dispositivo de fibra óptica, desenvolvido especificamente para o efeito, na boca de voluntários que iluminou de forma permanente os olhos através de uma luz vermelha. De seguida, tiveram de colocar uns óculos específicos para medir a dinâmica das piscadelas através de imagens de ressonância magnética. Com este sistema os cientistas puderam analisar a acção do cérebro e compreender quantas vezes se pisca os olhos, mesmo iluminando constantemente a retina. De acordo com as conclusões, as áreas do cérebro envolvidas na consciência visual durante as piscadelas são rapidamente suprimidas, o que pode significar que se trata de um mecanismo neural para prevenir que o cérebro tenha consciência da pálpebra do olho a varrer a pupila durante uma piscadela e de o mundo ficar às escuras. É um facto que notamos imediatamente se o mundo exterior fica escuro de repente, especialmente se isso acontecer a todos os segundos. Mas raramente temos consciência das nossas piscadelas, mesmo pensando que provocamos uma pequena redução da quantidade de luz que entra no olho e isso dá-nos uma visão ininterrupta do mundo. Agora fica ao vosso critério. Se estiverem cansados de ver tanta miséria à vossa volta, pisquem os olhos constantemente. Caso contrário, pisquem-nos só às “gajas” boas que vão encontrando por aí. Elas merecem que o nosso cérebro se desligue à sua passagem.
publicado por migalhas às 11:23

Agosto 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO