TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

27
Jun 05
Haverá fumo sem fogo?
Amor sem paixão?
Hoje sem amanhã?

Haverá bonança depois da tempestade
Perdão depois do castigo?
Um dia após outro?

Haverá ainda tempo para dar?
Muros para derrubar?
Novas canções para cantar?

O que quer que ainda haja
que nos faça correr, saltar, vibrar
o coração pungente mil emoções bombar
ou a nossa consciência alertar
é a prova de que não existem limites
fronteiras ou barreiras
que se interponham entre aquilo que somos
e tudo o que ainda ambicionamos ser.

Será que ainda há esperança?
Que vale a pena lutar?
Esperança haverá sempre
para ela tenhamos tempo e a ela nos dediquemos
de corpo e alma como se quer
sabendo que a sorte, a nossa sorte
somos nós mesmos que a fazemos
numa luta a cada dia ganha
a cada nova hora alcançada
em medos e anseios sempre alicerçada.

Haverá sempre lugar para um pouco mais
para esticar a corda para lá do possível
chegar mais longe
gritar mais alto.

Haverá sempre mais
se de nós dermos também e sempre um pouco mais.

publicado por migalhas às 20:35

Junho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
23
24
25

26
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO