TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

23
Mar 11

para onde segue aquela figura triste

de homem cabisbaixo que daqui parece

deambulando como perdido por entre as brumas da sua memória

 

arrasta-se distante, sem coordenadas no olhar

ritmo inconstante de quem se esvai a cada instante

fantasmagórica presença, todo ele tumular

move-se, nem decidido, sobre as pedras da calçada

e que lhe dizem elas?

que umas suportam-lhe o peso, outras apenas a brisa que as varre

 

no corpo de fome

uns velhos trapos, um casaco puído

fronteiras que o separam do que está cá fora

nos bolsos esfarrapados as mãos afundadas

demasiadas farpas no corpo enterradas

 

quem é ele? é ele alguém?

ou apenas uma sombra que se move à boleia dos tempos

umas vezes de passo estugado, outras de ímpeto travado

que no vento perscruta um aconselhamento

qual bicho assustado

qual ser amargurado que olha adiante e nada vê

senão a cegueira de um nevoeiro medonho

 

não sabe para onde vai, desconhece de onde veio

e de permeio permite-se ausentar

só ele e uma trouxa de recordações

estrada fora, nem decidido, sobre as pedras da calçada

 

inédito de migalhas (100NEXUS_2011)

publicado por migalhas às 11:48
tags:

Vá, agora um Tomo 3, mas positivo, para cima, alegre, eufórico, tu consegues!!!! ;)))))
Prema Yoga a 23 de Março de 2011 às 16:08

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
19

20
22
25
26

27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

facebook
contador
NetworkedBlogs
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO