TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.

15
Out 19

72313138_3038440999502746_5111792680388526080_n.jp

 

Margaret Atwood com "The Testaments" e Bernardine Evaristo com "Girl, Woman, Other" são as vencedoras da edição de 2019 do Booker Prize. Duas vencedoras, que assim terão de dividir entre elas o prémio de £50,000. Algo que, no entanto, não é inédito, pois já em 1974 e 1992 tal tinha acontecido com os pares Nadine Gordimer/Stanley Middleton e Michael Ondaatje/Barry Unsworth, respectivamente. Ainda assim, o facto de terem sido duas as premiadas aguça ainda mais o apetite pelo que devem ser duas obras de uma qualidade bem acima da média.

Quanto a Atwood, é a segunda vez que ganha este Prémio, desta feita com a sequela do badalado "The Handmaid’s Tale". A primeira ocorreu em 2000, com "The Blind Assassin".

Bernardine Evaristo é a primeira mulher negra a receber o Booker e vence-o com o seu oitavo livro de ficção "Girl, Woman, Other".

Aguardemos a publicação de ambas as obras por cá e, até lá, boas leituras.

publicado por migalhas às 13:07

10
Out 19

500x.jpgimages.jpg

 

Não há um verdadeiro precedente para o que se passou esta quinta-feira, com a Academia a anunciar ao mesmo tempo dois vencedores por não ter atribuído o prémio no ano anterior.

A escritora polaca Olga Tokarczuk (n. 1962) e o escritor, dramaturgo e argumentista austríaco Peter Handke (n. 1942) são os dois novos Nobel da Literatura, respectivamente de 2018 e 2019.

Formada em Psicologia, Olga Tokarczuk venceu há um ano o prestigiado Man Booker International Prize, com o romance "Viagens", mas a sua obra tem sido alvo de várias distinções, nacionais e internacionais. Recebeu por duas vezes o mais importante prémio literário do seu país, o prémio Nike; em 2018, foi finalista do prémio Fémina Estrangeiro e vencedora do Prémio Internacional Man Booker. Os seus livros estão traduzidos em trinta línguas.

Quanto ao vencedor do Nobel da Literatura de 2019, Peter Handke, tem uma obra mais difundida em Portugal, onde estão publicados trabalhos como "A Angústia do Guarda-redes antes do Penalti", "A Hora da Sensação Verdadeira", "Para uma Abordagem da Fadiga", "A Mulher Canhota" ou "Uma Breve Carta para Um Longo Adeus". Colaborador de longa data de Wim Wenders, são também seus os argumentos de várias longas-metragens do cineasta alemão.

Para todos os detalhes, aqui fica o link que serviu de referência a este post: https://www.publico.pt/2019/10/10/culturaipsilon/noticia/dois-nobeis-1889460

publicado por migalhas às 15:00

02
Out 19

1128314.jpg

 

E por que o atravessamos, nada como entendê-lo pela escrita de Ali Smith. Leitura obrigatória e de todo oportuna, numa época pós-Brexit em que a autora se questiona sobre o nosso tempo a partir da amizade de duas pessoas com 70 anos de diferença. Um romance que comove pela simplicidade e exercício poético acerca de como ler um mundo onde somos muito frágeis.

Fica ainda a referência à presença deste romance entre os 100 mais importantes do século XXI, na óptica do The Guardian (ver post anterior).

Boas leituras e um excelente Outono.

https://www.elsinore.pt/livros/outono

publicado por migalhas às 18:30

28
Set 19

bestbooks21century.jpg

 

The Guardian fez saber quais são, na sua opinião, os 100 melhores livros do século XXI. De romances de estreia deslumbrantes, a polémicas abrasadoras, passando por história da humanidade e memórias pioneiras, de tudo um pouco aqui está reunido nesta selecção dos melhores dos melhores. A reter, para nos proporcionar mais uns bons momentos de leitura.

Conheçam aqui a lista completa: https://www.theguardian.com/books/2019/sep/21/best-books-of-the-21st-century?fbclid=IwAR1EIAIIVt8SG1qUdUUIvFDVzcBtMUZ7l29Rsv37tjQ4SVjpeezu3ELoZIg

publicado por migalhas às 13:30

20
Set 19

Captura de ecrã 2019-09-20, às 16.25.05.png

 

2019 LONGLIST FOR THE NATIONAL BOOK AWARD FOR FICTION:

Taffy Brodesser-AknerFleishman Is in Trouble
Random House / Penguin Random House

Susan ChoiTrust Exercise
Henry Holt & Company / Macmillan Publishers

Kali Fajardo-AnstineSabrina & Corina: Stories
One World / Penguin Random House

Marlon JamesBlack Leopard, Red Wolf
Riverhead Books / Penguin Random House

Laila LalamiThe Other Americans
Pantheon Books / Penguin Random House

Kimberly King ParsonsBlack Light: Stories
Vintage / Penguin Random House

Helen PhillipsThe Need
Simon & Schuster

Julia PhillipsDisappearing Earth
Alfred A. Knopf / Penguin Random House

Ocean VuongOn Earth We’re Briefly Gorgeous
Penguin Press / Penguin Random House

Colson WhiteheadThe Nickel Boys
Doubleday / Penguin Random House

 

Saibam tudo aqui: https://www.nationalbook.org/2019-national-book-awards-longlist-for-fiction/

publicado por migalhas às 19:30

03
Set 19

E quem de 13

EBiP28pU4AEOs9U.jpg

tira 7, deixa 6, que são só os candidatos finais ao prémio dos prémios.

EDh3MNvWwAAhO9e.jpg

Margaret AtwoodLucy EllmannBernardine EvaristoChigozie Obioma, Salman Rushdie e Elif Shafak. É este o lote de nomes que se habilitam seriamente a ganhar um dos mais cobiçados prémios literários do ano.

Dia 14 de Outubro cá estarei para dar conta do ou da galardoado(a) que irá receber as £50,000 e, naturalmente, o reconhecimento mundial nos dias que se seguirão.

Tudo ao detalhe, aqui: https://thebookerprizes.com/news/2019-shortlist-has-been-announced?fbclid=IwAR1e_Y6892hgk1wG0vT0hTf29Wh9hqdMrBTBgvluGkaIYPEK60Qu0PdpK9Y

publicado por migalhas às 20:00

02
Ago 19

67304373_2261600337222167_5866732855966564352_o.jp

 

Os Prémios Eisner foram anunciados!

Entre tantos outros, Gideon Falls, de Jeff Lemire e Andrea Sorrentino, ganhou o Eisner para Melhor Nova Série. Uma das mais inquietantes e perturbadoras séries de terror actuais, distingue um criador que está rapidamente a tornar-se num caso sério de qualidade e popularidade.

Descender, de Dustin Nguyen, uma maravilhosa e emocional série de space-opera que contas as aventuras do pequeno robot Tim-21, ganhou pela segunda vez o prémio de Melhor Arte Pintada/Multimédia, que já tinha vencido em 2015.

Quanto ao Prémio para Melhor Novela Gráfica, foi para "Os Meus Heróis Foram Sempre Drogados", da famosa dupla Ed Brubaker e Sean Phillips, uma história contada em modo "tragédia grega inevitável", no universo de Criminal.

E todos os premiados, aqui: https://www.comic-con.org/awards/eisner-awards-current-info?fbclid=IwAR3FIACe_sZggvGukVvkHz6K6aMIy60P3OFr1AMuLiyFK9JboH2R_uZF5-0

publicado por migalhas às 17:40

24
Jul 19

190722 Longlist book stack_website image.png

 

A lista longa, em número de 13 finalistas, acaba de ser anunciada. Muitos nomes já consagrados integram a lista deste ano e também por isso se prevê uma discussão bem mais renhida. 

A 3 de Setembro esta lista encolhe e passa a 6 e talvez aí já se consiga imaginar um final para a versão deste ano deste que é um dos mais consagrados prémios literários da actualidade.

Saibam pormenores aqui: https://thebookerprizes.com/booker-prize/news/2019-booker-prize-longlist-announced 

 

publicado por migalhas às 20:00

27
Jun 19

imageaf745fd0-dc1f-4e9e-a13c-030f68cdd09e.jpg

 

Após vencer o  com a obra "Milkman" () Anna Burns vence também, e com a mesmíssima obra, o  for Political Fiction. Um 2 em 1 que só espelha a qualidade do que aqui parece estar em jogo. Que seja rapidamente traduzido e editado por cá, para também nós nos podermos deliciar com esta pérola.

 

Aqui os anúncios: https://twitter.com/TheBookerPrizes/status/1143827603037523969?s=07

https://twitter.com/TheOrwellPrize/status/1143596906439991296

 

publicado por migalhas às 20:00

06
Jun 19

350x.png

 

O romance de Tayari Jones conta a história de Celestial e Roy, recém-casados cujas vidas são viradas do avesso quando Roy é sentenciado a 12 anos de prisão por uma violação que não cometeu. Ainda que Celestial acredite na sua inocência, dá por si a encontrar o conforto necessário no seu amigo de infância, Andre. Cinco anos depois, a condenação de Roy é revogada e ele volta a casa. 

A obra destacou-se de uma shortlist de seis livros que, entre outros, incluía não só a vencedora do Man Booker Prize 2018, Anna Burns e o seu livro Milkman, mas também o livro mais recente de Pat Barker, The Silence of the Girls, galardoada em 1995 com o mesmo prémio. 

Aclamado por figuras como Barack Obama e Oprah Winfrey, o galardão, no valor de £30,000, foi ontem anunciado. 

 

Fonte: bertrandptsomoslivros.blog

publicado por migalhas às 17:40

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
facebook
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO