Sexta-feira, 15 de Setembro de 2017

ficccca7acc83o-2.jpg

 

De volta às rotinas, há quem lhe chame rentrée, aqui fica o que vai tornar os nossos dias literários mais entusiasmantes até ao final deste ano. Do corrente Setembro a Dezembro próximo, muitas edições de títulos novos, e alguns mais antigos, irão decorar as montras das livrarias e servir de tentação a este nosso gosto pelos livros. Vamos aos poucos, pois a escolha é muita e o conteúdo da carteira, infelizmente, não dá para todos os que aqui vai poder descobrir http://observador.pt/especiais/rentree-literaria-2017/

Bom regresso à rotina e excelentes leituras!



publicado por migalhas às 20:00
Quarta-feira, 13 de Setembro de 2017

Captura de ecrã 2017-09-13, às 10.41.29 AM.png

 

Foi hoje anunciada a shortlist do Man Booker para este ano de 2017. Os pesos pesados Paul Auster e George Saunders seguem em frente e, a ver vamos, a 17 de Outubro próximo, se não será mesmo um deles a vencer este tão apetecível prémio literário no valor de £50,000.

Aqui fica a 2017 Man Booker shortlist:

4321 by Paul Auster (Faber)

History of Wolves by Emily Fridlund (Weidenfeld & Nicolson)

Exit West by Mohsin Hamid (Hamish Hamilton)

Elmet by Fiona Mozley (JM Originals, John Murray)

Lincoln in the Bardo by George Saunders (Bloomsbury)

Autumn by Ali Smith (Hamish Hamilton)

 



publicado por migalhas às 10:33
Terça-feira, 05 de Setembro de 2017

fic17_banner_755x372px.png

 

A terceira edição do FIC — Festival Internacional de Cultura volta a Cascais e irá ocupar todo o mês de Setembro com muitas e variadas sugestões em áreas como a literatura, a música, passando pelo teatro, cinema, exposições, animação infantil, noites de poesia, artes de rua e eventos de gastronomia, bem como uma inovadora Festa do Livro. Com uma programação sempre centrada nos livros e na literatura, o FIC tem este ano por tema “Camões: ao desconcerto do mundo”. Este ano o FIC vai ainda entender-se a espaços como a Casa de Santa Maria, o Jardim da Parada, a Casa Sommer ou o Jardim do Museu do Mar. A Casa das Histórias Paula Rego, porém, irá manter-se como o centro do evento. À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, a grande maioria das iniciativas tem entrada gratuita. Por tudo isto, este é um festival a não perder! Saiba (ainda) mais em http://bit.ly/2ftCVHo

 



publicado por migalhas às 19:48
Segunda-feira, 07 de Agosto de 2017

collageee.jpg

 

Agosto já rola e com ele mais tempo para dedicar às leituras. E isso é precisamente o que não falta neste mês, por norma dedicado às férias. Vamos a eles? Boas férias e melhores leituras.

 

http://observador.pt/2017/08/01/marque-na-agenda-vem-ai-novos-livros-em-agosto/

 



publicado por migalhas às 18:30
Sexta-feira, 28 de Julho de 2017

20429700_10155374328740953_8040994438217048097_n.j

 

Aqui fica a longlist dos candidatos ao Man Booker deste ano de 2017. Para já são 13 os títulos, dos quais apenas 6 evoluirão para uma short list a anunciar a 13 de Setembro, para então, e finalmente a 17 de Outubro, ser anunciado o vencedor, no London’s Guildhall e com honras de transmissão pela BBC. Até lá, vamos tentando saber mais sobre estes candidatos agora anunciados, talvez aqui: https://www.theguardian.com/books/gallery/2017/jul/27/man-booker-prize-2017-longlist-in-pictures Boas leituras!

 

4 3 2 1 by Paul Auster (US) (Faber & Faber)
Days Without End by Sebastian Barry (Ireland) (Faber & Faber)
History of Wolves by Emily Fridlund (US) (Weidenfeld & Nicolson)
Exit West by Mohsin Hamid (Pakistan-UK) (Hamish Hamilton)
Solar Bones by Mike McCormack (Ireland) (Canongate)
Reservoir 13 by Jon McGregor (UK) (4th Estate)
Elmet by Fiona Mozley (UK) (JM Originals)
The Ministry Of Utmost Happiness by Arundhati Roy (India) (Hamish Hamilton)
Lincoln in the Bardo by George Saunders (US) (Bloomsbury)
Home Fire by Kamila Shamsie (UK-Pakistan) (Bloomsbury)
Autumn by Ali Smith (UK) (Hamish Hamilton)
Swing Time by Zadie Smith (UK) (Hamish Hamilton)
The Underground Railroad by Colson Whitehead (US) (Fleet)



publicado por migalhas às 20:00
Sexta-feira, 07 de Julho de 2017

Captura de ecrã 2017-06-28, às 3.47.18 PM.png

 

13 Anos. Podia ser uma vida, e em parte até é, mas é o tempo que contabiliza o meu blog, o 100NEXUS. Um blog que me tem dado imenso prazer construir e o qual trato com todo o carinho que a escrita me merece, pois é disso mesmo que se trata: ESCRITA. Se por um lado tem sido o meu ganha pão enquanto área profissional, por outro essa mesma escrita tem representado todo um outro universo, bem mais amplo e gratificante em termos de realização pessoal, algo que o profissional nem sempre permite. Mês após mês, desde essa data que ditou a primeira publicação (e que então versava um insólito tema, bolachas com sabor a... armário!), tenho tentado manter actualizado este meu espaço de partilha com tudo aquilo que considero pertinente, essencialmente ao nível da cultura. Mais a literatura, a prosa, a poesia, o mercado editorial, prémios literários, enfim, o que me motive a tecer umas palavras sobre. Quem me acompanha com regularidade sabe que assim é e o mais que posso prometer é que continuarei para diante neste registo que soma já 13 anos de actividade, dedicação, devoção e, essencialmente, muito prazer. Se depender apenas de mim, próximo ano neste mesmo dia cá estarei para me congratular com mais um. Até lá.



publicado por migalhas às 11:00
Quarta-feira, 05 de Julho de 2017

befunky-collage21.jpg

 

Entre reedições, novos lançamentos, novas traduções e outros que mais, este mês 7 do ano 17 traz-nos de tudo um pouco. Com a proximidade das férias, quem sabe até já uma realidade para muitos (onde eu ainda não me incluo), começa a fazer sentido ir compondo aquela mala especial onde iremos levar connosco as muitas páginas e capítulos que nos irão libertar a cabeça das preocupações, fazendo-nos sonhar ou, pelo menos, viajar por outros universos, quiçá, paralelos a este que vivemos diariamente. Seja como for, que seja um tempo de descanso e de muita e boa leitura. É esse o meu voto, seja em férias, seja durante todo o restante ano. 

Olhem aqui o que nos reserva este Julho em matéria de edição literária: http://observador.pt/2017/07/01/marque-na-agenda-vem-ai-novos-livros-em-julho/

 



publicado por migalhas às 20:00
Sexta-feira, 30 de Junho de 2017

0f28d10508d3322ee4776e37e1a3477e-bigbook.jpg

 

E se de repente alguém, que mais não é que um zé-ninguém, resolvesse registar em diário o seu pacato dia-a-dia? Um tipo comum, tipo eu, que pegava agora num diário e de hoje em diante lá escrevia o pouco ou nada de interessante que preenche os seus dias quase sempre iguais e depois seguia por aí fora, tentando imortalizar esses momentos comuns aos de milhentas outras pessoas, mas estes registados pela escrita. Foi isso que pensou este Charles Pooter

«Não consigo perceber por que razão - lá porque não me calhou ser alguém - o meu diário não seria interessante. Só me arrependo de não o ter começado quando era jovem»

dando assim vida, a partir de finais do século 19, a um relato épico de uma vida pouco ou nada interessante. Assim se pode descrever este livro, no qual Charles Pooter, a meio caminho da vida, decide começar a registar num diário os acontecimentos do seu dia-a-dia. É um homem de ambições modestas, satisfeito com o seu modesto emprego e a sua modesta mulher, menos satisfeito com o seu filho estouvado e os seus amigos impertinentes. No diário, anota as idas ao talho, a dificuldade de consertar o alpendre, o preço da engomadoria, as crises da criada, os devaneios da mulher, as tolices do filho, os serões de convívio com os amigos, a magnanimidade do patrão. Uma vida normal muito digna de nota, já que este zé-ninguém se tornou uma personagem cómica imortal, satirizando a classe média suburbana londrina do século XIX.



publicado por migalhas às 20:00
Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

Captura de ecrã 2017-06-28, às 11.43.58 AM.png

 

Constato, com satisfação, que o meu velho blog foi hoje, 28 de Junho de 2017, alvo de destaque na página do sapo a esse propósito destinada. É bom saber que o que faço, escrevo e partilho há tantos anos ainda vai sendo olhado aqui e ali e, neste caso particular, apreciado. Fica o meu obrigado ao sapo e a promessa de que tal apenas me motiva a seguir em frente ainda com mais vontade. A todos os que me seguem, votos de boas leituras.



publicado por migalhas às 12:30
Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

befunky-collage12.jpg

 

Irrepreensível a nível gráfico, pois no que concerne às obras nada há igualmente a apontar, a colecção Os Livros Estão Loucos, da editora Guerra & Paz, vem abanar o mercado literário com um conjunto de livros pensados exclusivamente para os leitores mais jovens. Ou seja, grandes clássicos da literatura adaptados aos jovens, ou, se quisermos ir ainda um pouco mais fundo, histórias de sempre numa linguagem de hoje, capaz de cativar a atenção de quem tanto tempo dedica a ecrãs das mais variadas polegadas. Os três primeiros volumes já estão à venda nas livrarias e até ao final do ano iremos ainda ser presenteados com Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas, e Frankenstein, de Mary Shelley. Um duplo prazer, esta colecção, que assim reúne o melhor de dois mundos: Belas obras com uma apresentação notável. Voltemos a elas?

 



publicado por migalhas às 20:00
TUDO É ILUSÃO, DESDE O QUE PENSAMOS QUE PODEMOS AO QUE JULGAMOS QUE TEMOS.
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


facebook
contador
pesquisar neste blog
 
NetworkedBlogs
subscrever feeds